Você sabe dar feedback?

Feedback é a capacidade de dar e receber opiniões, críticas e sugestões sobre algo pessoal ou profissional. Para que um relacionamento seja agradável e saudável é importante haver diálogo sobre o que incomoda e como melhorar. A verdade é que a maioria de nós sabe criticar, mas o feedback vai muito além das críticas.

Podemos dar feedback aos nossos pais, cônjuges, funcionários, amigos, chefes, ou seja, a todas as pessoas com as quais nos relacionamos, não importando se essa pessoa está no contexto profissional ou não. O que importa é saber dar feedback corretamente para se obter mudanças construtivas e duradouras.

Regras para um feedback efetivo:

  1. Descritivo (não julga nem avalia): descreva o comportamento ou o acontecimento como exatamente ocorreu, sem fazer juízo de valores. Em geral, as pessoas utilizam palavras como ruim, mal, decepcionante, lamentável. Evite usá-las, pois são palavras de julgamento.
  2. Específico (não geral): que comportamento deve ser melhorado ou aprimorado? Identifique.
  3. Necessidade do receptor (não do emissor): pode ser difícil oferecer feedback em momentos nos quais tudo está de cabeça pra baixo, mas devemos estar cientes de que o feedback busca a melhoria do comportamento. Ele não serve para extravasar a raiva, decepção ou qualquer emoção negativa.
  4. Comportamento (não identidade): somos mais do que nossos comportamentos, possuímos mais recursos do que somos capazes de utilizar. Não é a pessoa que tem algum defeito, o problema está naquilo que ela está fazendo. Um dos maiores medo do ser humano é o da rejeição e quando focamos na identidade, ou seja, na pessoa, usando frases como “você é desajeitado” ou “você é muito teimoso”, colocamos nosso interlocutor na defensiva. É importante aprender a separar o que a pessoa faz do que ela realmente é.
  5. Solicitado e bem recebido (não imposto): o receptor deve entender que o feedback é algo positivo e a obrigação do emissor é criar o melhor clima possível para isso.
  6. Rápido (logo após o evento): o feedback trata de detalhes de comportamento portanto, quanto mais tempo demorarmos a falar do assunto, maiores as chances do interlocutor esquecer pontos cruciais e até mesmo duvidar que as coisas aconteceram da forma como está sendo falada.
  7. Validado (checado): não percebemos que existe uma diferença entre ouvir e escutar. Quando perguntamos ao nosso interlocutor “Então, na próxima vez, o que você fará de diferente?” checamos se a pessoa ouviu ou não o que dissemos.
Anúncios

Sobre ursulaferraricoach

Personal & Professional Coach formada pela Sociedade Brasileira de Coaching.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Você sabe dar feedback?

  1. Adélia Lopes disse:

    Muito esclarecedor! Existe uma certa falta de “tato” de algumas pessoas em dar e receber feedback. 🙂 Bacana, Ursula!

  2. Ursula, que saudade de vir aqui.

    Juro que não sabia que era um tema tão amplo. A gente dá e recebe feedback e nem se dá conta… E no trabalho isso é tão corriqueiro, pessoas que dependem de uma palavra sua para o trabalho continuar…
    Poxa, Ursula… Que bacana ler isso hoje. Com certeza vai melhorar e muito meu comportmento de hoje em diante.

    Beijos, querida!!
    Verônica

  3. Sensitivity disse:

    Olá querida, mais um texto que contribui muito nas relações do dia-a-dia e no âmbito profissional. Nem sempre é fácil manter feedback legal, mas é necessário. Adorei as regras. Beijinhos.

    P.S. Andei divulgando o seu Blog no meu Twitter.

  4. Sibele disse:

    Oi,Ursula!Eu te confesso que tenho uma certa dificuldade em aceitar críticas,mas quando elas são construtivas sempre as ouço com atenção e procuro melhorar.
    Beijosss

  5. Mafalda S. disse:

    Gostei muito deste post! Esclarecedor e com umas excelentes dicas.
    Espero conseguir pôr sempre em prática.

    Beijinhos e um excelente fim-de-semana!

  6. Essas dicas são ótimas, principalmente para quem trabalha fora. Às vezes pensamos que entendemos ou que o outro nos entendeu e a confusão está armada. Beijos e ótimo final de semana.

  7. Sensitivity disse:

    Obrigada pelo lindo comentário.
    Beijinhos e uma ótima semana.

  8. Poxa, Úrsula, suas dicas são sempre muito boas e válidas, aprendo muito vindo aqui. Muito mesmo! O feedback é importantíssimo, como bem o disse você, em todos os âmbitos relacionais. Quando bem-feito, implica em crescimento tanto como pessoa, como profissionalmente.
    Parabéns pelo post.

    Um beijo
    Carla

  9. Jônatas disse:

    Oi Ursula, olha eu aqui…..

    Feedback é algo complicado no Brasil. O positivo raramente é visto como prática dentro das organizações, e o negativo é usado de forma errada. Muitos “chefes”, veja bem, escrevi chefes e não líderes, acham que dão feedback quando na verdade o que fazem é despejar um monte de críticas no liderado.

    Perfeito seu texto. Adoro seus textos, não quer escrever no Efetividade blog???

    Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s